20 março 2017

Podcast: West Brom 3-1 Arsenal

O Arsenal voltou a perder para a Premier League, desta vez por 3-1 no terreno do West Brom, e complicou a sua luta pelo acesso aos lugares de acesso à Liga dos Campeões.

Em mais um podcast iremos analisar o desempenho dos Gunners no The Hawthorns.



Transmitido em direto a 19/03/2017.
Partilhar:

19 março 2017

Lucas ausente por três semanas


Lucas Pèrez poderá ficar três semanas ausente devido a uma lesão na coxa, segundo escreve o site Goal.com.

O avançado espanhol já falhou o jogo de ontem no The Hawthorns frente ao West Brom e poderá ainda fica ausente nos próximos jogos frente ao Manchester City e West Ham United.

A ausência do avançado contratado ao Deportivo no último mercado de verão poderá ainda ser mais notada devido à lesão contraída por Alexis no jogo de ontem. Arsène Wenger disse que o tornozelo do chileno estava num estado terrível depois de uma entrada de James McClean e receia que Alexis possa ter sofrido uma lesão nos ligamentos.

Caso esse cenário se confirme o avançado deverá falhar o importante jogo da seleção do Chile em Buenos Aires frente à Argentina, na qualificação para o campeonato do mundo de 2018.

Faltam também ainda saber noticias sobre Petr Cech. O experiente guarda-redes do Arsenal também se lesionou no The Hawthorns e foi substituído por David Ospina aos 38 minutos.

Por Ricardo Pires | 19.03.2017
Partilhar:

18 março 2017

FA Cup: Meia-Final já tem data


A FA já anunciou as datas das meias-finais da The Emirates FA Cup.

Os Gunners irão enfrentar o Manchester City no domingo, dia 23 de Abril, às 15 horas.

No dia anterior, sábado 22, Chelsea e tottenham definem quem será o primeiro finalista a partir das 17:15.

Por Ricardo Pires | 18.03.2017
Partilhar:

Futuro de Wenger revelado em breve


Arsène Wenger confirmou que já tomou uma decisão acerca do seu futuro no Arsenal e irá informar os adeptos e imprensa em breve.

Depois da derrota por 3-1 frente ao West Brom, revelou na sala de imprensa que o seu futuro estava decidido.

"Sei o que irei fazer no meu futuro. E vocês saberão em breve, muito em breve".

"Hoje não temos que nos preocupar com isso, porque estamos a atravessar o pior momento em 20 anos".

"Neste momento estamos a perder vários jogos e isso é bem mais importante que o meu futuro".

Aguardemos!

Por Ricardo Pires | 18.03.2017
Partilhar:

17 março 2017

Jon Toral renovou contrato em Janeiro


Jon Toral renovou contrato com o Arsenal em Janeiro, antes de sair para empréstimo para o Rangers.

Segundo os dados divulgados para FA, os Gunners actualizaram os dados contratuais do jogador espanhol a 16 de Janeiro e o médio espanhol assinou um novo contrato de longa duração com o clube.


O jovem jogador de 22 anos começou a temporada emprestado ao Granada de Espanha, mas a pouca utilização levou a um regresso a Londres e a um novo empréstimo. Seguiu para Ibrox, para representar os escoceses de Rangers FC.

Toral está a trabalhar agora com Mark Warburton, que já conhecia do tempo em que esteve emprestado ao Brentford.

Por Ricardo Pires | 17.03.2017
Partilhar:

16 março 2017

Wenger actualiza estado físico do plantel para o West Brom


Arsène Wenger deu hoje a conhecer o estado físico do plantel, na antevisão ao jogo frente ao West Brom.

Os Gunners deslocam-se este sábado ao The Hawthorns para defrontar o West Bromwich Albion, na abertura da jornada 29 de Premier League. Depois da virose que assolou o plantel, os jogadores começam a recuperar e já deveremos ter Danny Welbeck e Alex Iwobi disponíveis. As únicas dúvidas passarão por Kieran Gibbs e Alex Oxlade-Chamberlain.

"Gibbs está em dúvida até ao momento. Oxlade-Chamberlain irá realizar um teste hoje".

"El-Neny também já trabalha com a equipa, por isso tirando os jogadores com lesões prolongadas temos o resto do plantel disponível".

"A lesão do Elneny foi feia, mas ele recuperou bem pois é bastante forte e regressou rapidamente".

Assim deveremos ter um onze forte frente à equipa dos arredores de Birmingham, numa tentativa de regressar aos bons resultados na Premier League.

Por Ricardo Pires | 16.03.2017
Partilhar:

15 março 2017

Que jogadores saem com Wenger?


Um largo número de adeptos (incluindo eu) esperam (e desejam) ver Arsène Wenger a sair do trono de treinador do Arsenal no próximo verão, mas como já falámos em podcasts aqui do Arsenal Portugal, o treinador francês não é o único com responsabilidades e por isso vamos lá ver que jogadores o devem acompanhar.

É bem visível ao adepto mais atento que o treinador francês tem as suas estrelas favoritas no plantel, mesmo que estas tenham desempenhos constantes abaixo do esperado. Embora possam apontar desculpas constantes para as más exibições, uma nova gestão no clube pode tirar a “proteção” a que esses jogadores estão habituados.

Começamos por olhar para Aaron Ramsey, que tem uma utilização intermitente no onze titular devido às constantes lesões e quebras de forma física. Já quando está apto, é utilizado de forma constante, mas não implica que mereça essas constantes oportunidades. Enquanto no passado mostrou ter qualidade, agora coleciona exibições inconsistentes, frustrando por completo os adeptos. Espero que um novo treinador o possa trazer de novo às excelentes exibições e pormenores de qualidade que vai apresentado quando joga pelo País de Gales, mas a verdade é que se mantiver o nível actual, não haverá “proteção” que resista e acabará por sair do clube.

Outro nome desapontante é Francis Coquelin. Aquele jogador que foi chamado mais cedo do empréstimo ao Charlton em Dezembro de 2014 desapareceu por completo. O seu papel no plantel passa claramente por ser uma opção mais defensiva no meio-campo, mas as más exibições começam-se a refletir e o francês começa a conhecer o calor do banco de suplentes. Espero que um novo treinador traga um novo médio defensivo e aí, claramente que Coquelin está fora do plantel.

Se há um nome a quem tem sido dadas (muitas) oportunidades ao longo dos vários anos que está no clube, esse nome é Theo Walcott. Se Wenger já tivesse saído no passado era claro que o avançado inglês também já não estaria no Emirates. Ainda assim, este ano parece um “animal diferente”. Theo é o segundo melhor marcador da equipa atrás de Alexis Sanchez, atingiu a marca dos 100 golos pelo clube e tem beneficiado com a utilização do avançado chileno no centro do ataque. Infelizmente para Walcott (e para todos nós!!), Alexis deverá sair no final da temporada e por isso o inglês terá de arranjar uma nova forma de se enquadrar no plantel ou então, se regressar à irregularidade antiga, poderá ver a sua vida andar para trás no Emirates.

Olivier Giroud é um jogador que é regularmente subestimado pelos adeptos de outros clubes (e provavelmente por muitos gooners), embora mostre uma boa capacidade de finalização na área e já decidiu jogos importantes nesta temporada. Os adeptos têm demonstrado o seu respeito, principalmente pelos golos importantes que tem vindo a marcar, mas um novo treinador poderá ver o avançado francês sem qualidade suficiente para o novo plantel que pretenda construir. Gosto muito de Giroud, mas quando olhamos para nomes como Harry Kane, Diego Costa ou Sergio Aguero que militam nos adversários, a verdade é que se quisermos lutar pelo título precisamos de melhor.

Ainda podemos questionar o empenho de Mesut Özil, a utilização regular de um jovem como Alex Iwobi e não sabemos o que dirá o futuro relativamente a nomes como Alex Oxlade-Chamberlain, Kieran Gibbs, Jack Wilshere ou Granit Xhaka. A verdade é que todo o futuro é uma incógnita, enquanto não mudarmos de treinador e quais os planos de um novo treinador para o clube.

Se fossem vocês os treinadores, quais seriam os primeiros jogadores a saltar fora do Emirates?

Por Ricardo Pires | 15.03.2017
Partilhar:

14 março 2017

Celtic de olho em Chris Willock


De acordo com o Daily Record, o Celtic poderá estar de olho em Chris Willock, jovem jogador do Arsenal, e poderá avançar para a sua contratação no próximo mercado de verão.

O internacional sub-19 inglês termina contrato com os Gunners no final da actual temporada e fala-se que o jogador está a estudar todas as propostas que tem, até mesmo a renovação de contrato oferecida pelo Arsenal e que conta com um substancial aumento de vencimento.

Fala-se que Brendan Rodgers, treinador do clube católico escocês, procura por um substituto para o extremo Patrick Roberts e vê em Willock uma boa opção.

Willock fez a sua estreia oficial na equipa principal do Arsenal nesta temporada no jogo frente ao Nottingham Forest, a contar para a EFL Cup, mas já havia acompanhado a equipa no tour pela Califórnia. Willock é neste momento dos jovens mais promissores da equipa sub-23 dos Gunners.

Por Ricardo Pires | 14.03.2017
Partilhar:

West Ham interessado em Lucas Pèrez


Segundo escreve o The Times, o West Ham poderá estar interessado em contratar Lucas Pèrez no próximo mercado de transferências.

Aquele jornal britânico escreve que os Hammers já abordaram a disponibilidade do avançado espanhol e com o pouco tempo de uso que tem tido no Arsenal não será uma novidade se Lucas estiver à procura de solução.

Lucas Pèrez conta com 7 golos e 6 assistências desde que foi contratado por 20 milhões de euros ao Deportivo, mas apesar de ser bastante elogiado pelos adeptos continua com problemas em convencer Arsène Wenger na sua aposta.

A ser verdade, estas noticias só serão confirmadas daqui a alguns meses.

Por Ricardo Pires | 14.03.2017
Partilhar:

Arsenal volta a defronta o Bayern... na China!


Se há clubes masoquistas, nós somos um deles! Já não bastava levarmos uma sova frente ao Bayern Munich na Liga dos Campeões, agora decidimos que voltamos a jogar com eles na próxima pré-época.

O jogo terá lugar no estádio ninho de pássaro de Pequim, no dia 19 de Julho e será enquadrado no torneio que os Gunners realizarão naquele país. Para a coisa correr melhor, passados três dias defrontamos o Chelsea, equipa com qual também costumamos ter excelentes resultados...

Para finalizar a pré-temporada a Emirates Cup deverá regressar no próximo verão a Londres, ainda não se sabendo quais serão os clubes convidados para esse mini-torneio.

Por Ricardo Pires | 14.03.2017
Partilhar:

13 março 2017

FA Cup: Arsenal v Manchester City nas meias-finais


Decorreu à pouco o sorteio das meias-finais da FA Cup e o Arsenal irá defrontar o Manchester City.

Na outra meia-final, o Chelsea, que venceu esta noite o Manchester United por 1-0, defronta o Tottenham.

As meias-finais estão agendadas para 22 e 23 de Abril.

Por Ricardo Pires | 13.03.2017
Partilhar:

Wilshere não tem pressa para renovar


Jack Wilshere disse que o seu objectivo principal passa por ajudar o Bournemouth a evitar a despromoção na Premier League e não está preocupado em tratar já da renovação de contrato com o Arsenal.

O médio de 25 anos foi emprestado ao modesto clube da Premier League no início da temporada, depois de Arsène Wenger não conseguir garantir minutos ao jogador no Emirates.

"Não estou a pensar no meu futuro", disse Wilshere ao Daily Mirror.

"Tenho mais um ano de contrato com o Arsenal e assim que a época acabar vamos falar sobre isso".

"A minha principal preocupação agora passa por manter o Bournemouth nesta liga, porque independentemente do que acontecer para o ano, esteja aqui ou no Arsenal, ninguém quer o seu nome associado a uma descida de divisão".

"Não quero estar envolvido numa equipa que desça de divisão, por isso estamos a trabalhar muito para colocar o Bournemouth numa boa posição e no final da época vou ter tempo para pensar no meu futuro".

Wilshere tem 24 jogos realizados pelo Bournemouth nesta temporada, mas ainda não marcou qualquer golo.

Por Ricardo Pires | 13.03.2017
Partilhar:

12 março 2017

Özil: O meu futuro não depende de Arsène Wenger


Mesut Özil disse que apesar de Arsène Wenger ter sido uma das principais razões de ter assinado pelo Arsenal em 2013, o seu futuro não está pendente do treinador francês. O médio alemão de 28 anos vai entrar no seu último ano de contrato e ainda não parece haver nada definido para a sua continuidade.

Em declarações ao Bild, Özil voltou a insistir que as negociações continuam e apesar de ainda não terem chegado a acordo, a sua continuidade não depende da manutenção do treinador francês no cargo técnico dos Gunners.

"Está tudo em aberto. Temos tido conversas com o Arsenal, mas neste momento estou concentrado nesta temporada".

"Arsène Wenger foi uma das razões por ter assinado pelo Arsenal. Mas sei que por vezes as coisas mudam muito rápido no futebol e isso é algo que nunca se pode prever. Por isso é que é errado dizer que o meu futuro depende do treinador".

E a sua ambição de ganhar grandes troféus pelo Arsenal continua...

"Quero um dia vencer a Liga dos Campeões, preferencialmente no Arsenal. Tenho mais um ano de contrato aqui".

O médio alemão tem passado actualmente por tempos difíceis em Londres. Embora tenha estado em boa forma até Dezembro, caiu de forma e tem tido muitas dificuldades em regressar às boas exibições. Esperemos que mude em breve.

Por Ricardo Pires | 12.03.2017
Partilhar:

09 março 2017

Meio campo defensivo custou o título?


A corrida pelo título do Arsenal terminou em 2017 graças a um grande desempenho do Chelsea, que beneficiou desta temporada não ter competições europeias a meio da época, e à falta de capacidade do Arsenal em acompanhar os vizinhos e rivais.

Analisando a nossa equipa, rapidamente chega-se à conclusão que o maior problema do plantel passou pelo meio campo defensivo.

Agora, olhando individualmente para cada um dos jogadores que ocupam aquela posição…

Começamos com Granit Xhaka que apenas chegou esta temporada. O internacional suíço mostrou ao longo da época que é um jogador de qualidade e teve alguns rasgos de grande classe. Ainda assim a sua temporada de estreia fica marcada pelos cartões amarelos e vermelhos que foi vendo ao longo dos meses, fruto de entradas mais duras e que em determinados momentos prejudicaram a equipa. Sendo a época de estreia, e apesar de ter custado 40 milhões de euros, dá-se o benefício da dúvida ao suíço, na esperança que a próxima temporada seja melhor para ele.

Depois temos Francis Coquelin (ou o que sobra dele). O médio defensivo francês deixou de ser aquele jogador que nos surpreendeu quando regressou do empréstimo do Charlton. Ao lado de Cazorla parecia querer começar mais uma época de bom nível, mas assim que o espanhol se lesionou parece que deixou de saber passar e cortar ataques adversários, aquela que era uma das suas imagens de marca. Na memória fica o lance com Eden Hazard em Stamford Bridge: o “frágil” jogador do Chelsea virou, literalmente, o médio defensivo dos Gunners.

Olhamos agora para Santi Cazorla, que provavelmente deverá ser o nosso melhor jogador para a posição 6/8. O médio começou bastante bem a época, principalmente tendo em conta que tinha terminado a anterior lesionado, e era por ele que o Arsenal saía sempre a jogar com perigo. Mas, uma nova lesão no tendão de Aquiles no jogo frente ao Ludogorets no Emirates voltou a afastar o nosso pequeno mágico espanhol. Aquilo supostamente seria um tratamento de duas ou três semanas, passou a meses, uma operação, uma nova operação e época acabada. Nada de novo! No entanto, se recuperar, deverá ser importante para a época 2017/2018 do Arsenal.

Mohamed El-Neny é aquele jogador que tem qualidade, que o pessoal gosta e passa despercebido. Esta época foi ganhando minutos, na rotação que foi havendo no meio-campo defensivo do Arsenal. Ora fazia par com Xhaka, ora com Coquelin e foi cumprindo. No entanto, acabou por ir para o CAN no mês de Janeiro e lesionou-se frente ao Sutton. Em breve deverá regressar às opções, mas quando apenas temos a FA Cup para discutir. Será, certamente, mais um elemento do plantel na próxima temporada.

Aaron Ramsey e Alex Oxlade-Chamberlain também têm ocupado esta posição, mas com prestações diferentes. Enquanto o galês continua a anos-luz daquilo que já mostrou ser capaz de fazer no passado e vai dividindo o seu tempo entre lesões e minutos no banco, Oxlade-Chamberlain surpreendeu (ou será que não?) a jogar numa posição que a maioria das pessoas não estavam habituadas a vê-lo. A verdade é que Ox tem mostrado grande qualidade a jogar numa posição mais central do que encostado à linha e graças a isso tem sido dos melhores da equipa nos últimos tempos. Enquanto nenhum adepto pensa neste momento deixar sair o internacional inglês, a atitude em relação a Ramsey muda. O que não falta são adeptos com vontade de ver o galês sair e se calhar, o Arsenal pouco perdia com o Ramsey atual.

Finalmente acabamos com Jack Wilshere, que provou que há vida naqueles joelhos e tornozelos. Foi emprestado ao Bournemouth e foi a melhor atitude que o jogador podia ter tomado. Os problemas físicos que o assolavam em Londres praticamente desapareceram e tem sido peça fundamental no onze titular de Eddie Howe. Pode-se dizer que Wilshere tem muita “culpa” pelo bom campeonato que o Bournemouth tem vindo a fazer. É caso para perguntar aos médicos do Arsenal o que se passa no centro de treinos de Colney!!

Ainda não sabemos se Wenger vai ficar para a próxima temporada. Assim sendo não sabemos o que pensa o treinador francês, ou quais serão as intenções de um novo treinador que chegue e olhe para este meio-campo defensivo.

O que sabemos é que há jogadores que podem ter guia de marcha: Francis Coquelin e Aaron Ramsey. Eventualmente Granit Xhaka, se começar a cometer os mesmos erros que tem feito nesta temporada de estreia em Inglaterra.

Concordam que o meio-campo defensivo foi o calcanhar de Aquiles do Arsenal nesta temporada de 2016/2017?

Por Ricardo Pires | 09.03.2017
Partilhar: