13 junho 2014

Acabou o tempo de Diaby no Arsenal?

Enquanto o médio Abou Diaby luta para regressar definitivamente aos relvados e deixar as lesões para trás, há outras decisões que necessitam de ser tomadas.

O francês vai entrar agora na sua última época de contrato com os Gunners, e apenas teve uma presença na Premier League em 2013/14 após uma longa, longa lesão nos ligamentos cruzados.

Agora com 28 anos, tudo indica que o clube o irá deixar sair no final do contrato, no próximo Verão. Será uma pena pois Diaby é um médio fantástico quando está em forma, e dá toda a protecção aos quatro jogadores mais recuados da defesa, fazendo lembrar Patrick Vieira nos bons velhos tempos, quando ainda jogava de canhão ao peito.

As lesões arruinaram a carreira de Diaby no Arsenal, e o médio apenas fez 179 presenças em oito anos – que dá uma média de 22 jogos por época. Os números têm sido terríveis nas últimas épocas. Depois desta época apenas ter feito apenas um jogo, os anos anteriores não têm sido muito melhores: em 2012/13 fez 11 jogos e apenas quatro em 2011/12.

Wenger tem vindo ao longo dos tempos a proteger Diaby para se tornar um jogador importante para o Arsenal, mas os constantes problemas de lesões têm vindo atrasar o desenvolvimento do médio. Diaby fez 16 jogos ao serviço da seleção francesa, mas o último foi apenas a 7 de Setembro 2012, na qualificação para o mundial de 2014, frente à Finlândia, jogo esse em que Diaby marcou o golo da vitória (1-0).

No entanto a sua carreira internacionalmente terá acabado e a sua carreira no Arsenal poderá ter ido pelo mesmo caminho. Poderá não ser vendido no Verão, mas será um grande choque se for oferecido uma nova proposta de renovação em 2014/15 ao francês.

Concorda que o tempo do francês no Arsenal acabou?
Partilhar:

2 comentários:

  1. Este é o jogador mais azarado do mundo. Com tudo para vingar, mas não o deixam. É um excelente jogador, adorado pela massa adepto e pelo Wenger mas acho que já esta na hora de sair ou até mesmo, sendo mais radical, de pendurar as botas. Jogar dois jogos para estar 1 ano parado acho que não é o sonho para qualquer profissional

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto. É um jogador fantástico, que podia ser uma peça-chave na equipa e na selecção francesa, mas as lesões simplesmente não o largam.

      Se sair, toda a sorte do mundo, porque lutou pela camisola sempre que foi possível fazê-lo.

      Eliminar

Cada comentário é da exclusiva responsabilidade do seu autor.
Comentários que fujam a assuntos relacionados com o Arsenal serão imediatamente removidos.