11 setembro 2014

Regresso de Walcott aumenta hipótese de sucesso

Theo Walcott estará praticamente recuperado da lesão que o tem afastado dos relvados desde Janeiro e o mês de Outubro pode significar o período de regresso às opções de Arsène Wenger. Tal facto pode também levar os adeptos a ficarem mais moralizados para a conquista de troféus futuros, com um novo reforço de verão.

O internacional inglês sofreu uma lesão dos ligamentos cruzados do joelho, que o tem afastado desde aí e levou o jogador de 25 anos a perder a final da FA Cup, o Mundial FIFA do Brasil, bem como a conquista da Community Shield.

Qualquer Gooner fica satisfeito por ouvir boas novas acerca do regresso próximo de Walcott. Apenas faltará jogar alguns jogos pela equipa de reservas do Arsenal, para completar a recuperação física, e estará pronto a integrar as opções de Wenger.

"Ainda não há uma data específica para o regresso em pleno, mas tudo passará por uma questão de semanas até voltar a jogar. Talvez ainda faça um ou dois jogos pelos sub-21 para ganhar alguma forma física", disse o avançado.

E continuou: "Todos têm sido fantásticos comigo: o departamento médico, os adeptos e, claro, a minha família. Todos têm trabalhado bastante e me apoiado muito. Agora que chego ao fim da minha reabilitação, não sei como agradecer por tudo o que fizeram por mim".

Walcott é sem dúvida um jogador chave quando se encontra em forma e com uma boa média de golos apesar dos problemas físicos nos últimos 18 meses. Marcou cinco golos em nove jogos na última época, e 14 golos em 24 jogos na época de 2012/13.

O Arsenal volta a ser um sério candidato à conquista de troféus nesta nova época e Arsène Wenger deverá apontar à taça da liga e FA Cup, caso comece a perder o comboio da Premier League. Finalmente conseguimos voltar à conquista de troféus – terminando o jejum de nove anos – levantando a FA Cup e a Community Shield à pouco tempo e os jogadores ficaram desejosos por mais, pelo menos é o que consta.

Não haja dúvidas que o Arsenal perdeu muita velocidade no contra-ataque depois da lesão de Theo Walcott em Janeiro passado e o seu regresso significará, com certeza, um grande reforço para as opções de ataque de Arsène Wenger.

Com Alexis Sanchez, Danny Welbeck e Theo Walcott a poderem jogar nas alas, o Arsenal volta a ter, finalmente, muito poder de contra-ataque, e que era algo que vinha faltando nos últimos anos, passando assim a ser uma real ameaça às balizas adversárias.

Com o regresso de Theo Walcott, o leitor acha que o Arsenal torna-se mais favorito à conquista de troféus num futuro recente?


@ricardogooner
Contribua com o seu artigo de opinião para o Arsenal Portugal. Para mais informações entre em contacto connosco.
Partilhar:

1 comentário:

Cada comentário é da exclusiva responsabilidade do seu autor.
Comentários que fujam a assuntos relacionados com o Arsenal serão imediatamente removidos.