15 outubro 2014

Qual o técnico ideal para substituir Wenger?


O director executivo do Arsenal, Ivan Gazidis, falou recentemente da substituição de Arsène Wenger no comando técnico da equipa quando o francês decidir se retirar. Se a memória não me atraiçoa é a primeira vez, publicamente, que se fala tão abertamente do tema.

Assim, estes poderão ser os primeiros indícios que o técnico poderá estar quase de saída do Emirates e para evitar eventuais quebras, tal como aconteceu ao Manchester United com a saída de Alex Ferguson a época passada, tenho três treinadores que poderão ser os ideais para o lugar do técnico francês.

Pep Guardiola
O treinador espanhol seria a minha primeira opção, e provavelmente a primeira opção de vários outros gooners. Guardiola tem uma filosofia bastante semelhante à de Wenger, fazendo o seu Bayern Munich – e anteriormente o Barcelona – ter altas percentagens de posse de bola, pressionar alto quando está sem bola e praticar um futebol atractivo para os adeptos com passes fluídos e mentalidade ofensiva.
Guardiola não é um treinador velho mas o seu registo de troféus já é algo de impressionante. A verdade é que fazer o espanhol trocar Munique por Londres é uma missão quase impossível, e por isso apesar de ser a minha primeira escolha, dificilmente seria uma escolha realista.

Jurgen Klopp
Aí está uma hipótese de treinador de grande qualidade e com grandes possibilidades de aceitar trocar Dortmund por Londres. O técnico do Borussia é constantemente o primeiro nome associado ao Arsenal quando se fala da saída de Wenger.
Apesar do seu estilo espalhafatoso e bastante diferente de Arsène Wenger, o técnico francês é grande admirador do alemão. Aliás, umas das possibilidades que se fala é Wenger já terá convencido Klopp a rumar a Londres aquando da sua saída para a reforma.
Klopp vê-se constantemente obrigado a vender os seus melhores jogadores no Dortmund – principalmente para o rival de Munique – e isso tem provocado estragos no seu desempenho na Bundesliga, mas mesmo assim o seu estilo e mentalidade mantém-se enraizado no clube e nos jogadores, sendo algo que poderá ser bastante apreciado pela direcção do Arsenal.

Roberto Martínez
É uma terceira escolha, mas na minha opinião não deixaria de ser uma escolha de qualidade. O técnico espanhol é constantemente elogiado pela forma como aborda tacticamente os jogos e pelos excelentes desempenhos dos seus Toffees.
Apesar de a sua carreira de treinador ser relativamente curta, Martínez é grande conhecedor do futebol inglês, e agora vai até poder experimentar as competições europeias com o Everton.

Esta é uma lista que penso que tem bons nomes para substituir Arsène Wenger. Provavelmente haverá muitos mais nomes na calha, e quando o dia da reforma chegar para o técnico francês, muitos nomes a imprensa irá soltar.

Mas e o leitor, tem preferência por algum em específico?


@ricardogooner
Partilhar:

8 comentários:

  1. A esses três acrescentaria Rudi Garcia e Marcelo Bielsa.

    David Calheiros

    ResponderEliminar
  2. Diego Simeone. o homem que faz omeletes (quase) sem ovos, ou com ovos muito baratinhos, e sobretudo, que põe as galinhas (leia-se os jogadores) a dar tudo em campo (o que é meio caminho andado para se fazer uma boa omelete).

    ResponderEliminar
  3. Guardiola era, de longe, a minha primeira opção!! Era ganhar este ano a champions, fartando-se assim da Bundesliga (não há competição nenhuma lá) e vinha para o Arsenal tentar ganhar uma nova liga...

    ResponderEliminar
  4. Vítor Pereira.

    Para além de já ter demonstrado bons conhecimentos técnicos/tácticos, também já demonstrou que diz o que lhe vai na cabeça nas conferências de imprensa, o que considerando a já famosa qualidade jornalística britânica traria diariamente o Arsenal para as capas dos jornais todos.

    Para recordar: https://www.youtube.com/watch?v=tNTqDN7wPjM

    ResponderEliminar
  5. A minha escolha seria o Klopp. Contudo, como já vimos é quase impossivel o Wenger sair...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente não concordo André. O assunto Wenger sempre foi um autêntico "tabu" no clube e para vir agora o Gazidis falar abertamente do "pós-Wenger" é sinal - no meu entender - que o treinador sai no final do contrato.

      Aliás, até acho que Wenger só renovou no final da época passada devido à conquista da FA Cup. Penso que Wenger já não estaria motivado a continuar e a direcção, sinceramente não me parecia que se importasse com a sua saída. Apenas a conquista da FA Cup veio dar um novo ânimo, tanto ao clube, adeptos e treinador.

      Mas claramente, o mais tardar, no final da próxima época Wenger sai.

      Abraço.

      Eliminar
    2. Ricardo esse assunto veio á balda porque na entrevista se estava a falar do futuro a longo prazo, que inevitavelmente Wenger não fará parte.
      Pessoalmente não fiquei com essa impressão de que se falou duma saída de Wenger, mas tudo depende da interpretação.
      Quanto ao sucessor, há uma série de nomes que me agrada, é difícil destacar um.

      Eliminar

Cada comentário é da exclusiva responsabilidade do seu autor.
Comentários que fujam a assuntos relacionados com o Arsenal serão imediatamente removidos.